Quer se tornar empreendedor? 10 razões para se tornar um!

Elegant businesswoman standing in office with digital tablet

Empreendedorismo vai muito além de abrir um negócio ou ter uma ideia brilhante – é uma forma de agir e pensar, estando constantemente fora da zona de conforto. Pessoas empreendedoras identificam oportunidades e as transformam em negócio, buscando estratégias para modificar seu próprio futuro e do negócio, gerando valor para clientes e para a sociedade como um todo. 

Além disso, muitos empreendedores indicam que há vários benefícios de entrar nesse mundo e aventurar-se com uma nova ideia de negócio. Separamos para vocês os 10 principais motivos para empreender apontados por quem já percorre essa jornada:

1. Transforme o seu entorno! 

Uma nova ideia tem a capacidade de transformar. As soluções que seu negócio oferece trazem aquilo que você acredita ao mundo e podem contribuir – e até mesmo transformar – a sociedade e a sua comunidade, seja qual for a escala (pessoas, lugares, culturas, hábitos pessoais, hábitos de consumo, etc).

2. Materialização dos seus esforços 

Quem não gosta daquela sensação de ver o resultado de um projeto que você já vem planejando a um tempinho e se dedicou para tirar do papel? Quando está pronto, você olha e sente que aquele resultado é seu e dá até orgulho! 

Todo resultado alcançado com nossa dedicação e esforço é uma delícia. Agora imagina quando a realização é a sua própria ideia ou sonho? 

Além disso, consumidores pagam por um produto o equivalente ao valor que este produto/serviço impactam ou agregam na vida deles. Ou seja, uma pessoa não paga o valor de um batom só porque ele custa X para ser produzido, mas pagam pela noção de impacto que este batom vai gerar na sua vida. Logo, o mercado vai pagar o quanto o seu produto/serviço realmente valem para eles. Quanto mais se esforçar para agregar valor, melhor retorno terá.

3. Satisfação Pessoal e Reconhecimento 

Sim, quando uma pessoa dedica-se a uma atividade em que ela verdadeiramente acredita (seja um serviço/produto ou estrutura, gestão ou financeira), tende a sentir prazer e experimentar situações de êxtase que um emprego não geraria. 

Já teve aquela sensação de não ser reconhecida por seu trabalho? O reconhecimento é um resultado direto do esforço e dedicação aplicados ao seu empreendimento!

Para muitos, é uma delícia ser reconhecido pelo serviço prestado, pelo produto que funcionou para um cliente, ou mesmo quando se ouve: “nossa, isso fez total diferença na minha vida”. 
Sim, o empreendedor faz a diferença!

4. Constante desenvolvimento pessoal e Multidisciplinariedade 

Todo tipo de negócio precisa estar em constante crescimento/evolução para acompanhar o mercado. Isso requer não somente crescimento do negócio em si, mas constante crescimento pessoal – ver crescer uma melhor versão de si. 
Portanto, é importante conectar-se com as pessoas ao seu redor, aprimorando seus valores e crenças pessoais para estarem alinhados com a maneira como espera impactar o mundo, a sociedade, sua comunidade. Pessoas consomem e interagem com aquilo que se identificam – bons valores, atraem boas conexões e resultados. 
Além disso, o ato de empreender desenvolve pessoas multidisciplinares. Quantos empreendedores nunca tinham antes estudado sobre marketing, vendas, contabilidade, finanças, gestão, como lidar com pessoas e outros, mas acabaram expandindo o seu conhecimento nessas áreas? 

Como empreendedor, estudar será essencial na sua rotina!

5. Nem ócio, nem tédio: Viva de forma imprevisível  

Se você é do tipo que não se adapta a rotinas repetitivas e prefere estar sempre fazendo coisas diferentes com uma boa dose de risco, empreendedorismo pode ser uma ótima opção!

Viver com incertezas pode ser excitante e motivador – novidades sempre surgirão uma vez que acontecimentos não serão previsíveis. 

A rotina do empreendedor traz sempre coisas novas e questões (ou problemas?!?) a serem resolvidas.

6. Idade não importa 

Para se tornar um empreendedor não importa a sua idade. Na verdade, exemplos não faltam de pessoas bem jovens ou bem maduras que atingiram seus objetivos e crescimento financeiro empreendendo.

7. Legado e Fonte de Inspiração 

Quer deixar um legado para o mundo?

Se pensarmos que um empreendedor talvez viva mais 30 anos após a fundação do negócio (ou mais), mas o legado poderá durar décadas ou centenas de anos, logo podemos dizer que empreendedorismo é uma forma de deixar a sua marca.

Com isso, pessoas empreendedoras também inspiram as demais a se tornarem empreendedoras, além de inspirar uma geração de clientes com as suas ideias. Negócios duradouros se tornam um legado do empreendedor para a sociedade, seja pelo funcionamento do negócio si ou pela transformação promovida pelo produto, serviço, modelo de gestão desenvolvido ou exemplo de vida.

8. Flexibilidade 

Conquiste flexibilidade com relação ao seu tempo e local de trabalho. O empreendedor pode criar a sua própria rotina de onde quiser, tudo vai depender de como a sua ideia estará alinhada com a sua expectativa de vida.

No entanto, também é importante lembrar que ser empreendedor também significa alta demanda de tempo e atenção ao negócio, principalmente em fase embrionária. Plantar para colher!

9. Humanização e Trabalho em equipe 

Com os percalços do caminho do empreendedor, será importante perceber que somos todos humanos de carne e osso e que erramos (e erramos muito!). Essa sensação abrirá ainda mais os olhos para o mundo ao redor que, como consequência, trará ainda mais possibilidades. 

Outro aprendizado valiosíssimo é o valor de um trabalho em equipe. Afinal, mais cedo ou mais tarde o empreendedor percebe que não consegue fazer tudo sozinho, e contará com colaboradores, funcionários, e construirá solidas parcerias. 

A interdependência entre pessoas requer um forte senso de humildade – afinal de contas uma pessoa dependerá de várias outras para o seu sucesso, a começar por seus próprios funcionários e clientes. Quanto mais exercitar a humildade, melhor conseguira orquestrar tudo isso.

10. O céu é o limite

A clássica sensação de que o céu é o limite torna-se a melhor amiga da capacidade de criação e crescimento do empreendedor – ou deveríamos dizer que “o universo é o limite” atualizando para novas descobertas. 

Para os que ainda estão na dúvida entre empreender ou continuar como funcionário, é importante tomar uma decisão baseada nos próprios propósitos e objetivos, além das crenças pessoais. Porém, um ponto bastante reforçado por quem já está empreendendo é a ausência do pensamento: “eu posso chegar onde eu quiser desde que meu chefe ou algum superior reconheça meu trabalho”. 

O único “desde que” será: desde que eu corra atrás!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *